Congregação dos Missionários Redentoristas em Portugal
 
Notícias
 
2014.12.10
Pe. João Pedro de passagem por Lisboa
O Pe. João Pedro, Conselheiro Geral da Congregação dos Missionários Redentoristas para estes seis anos, esteve entre nós para uns dias de descanso. Vive normalmente em Roma. Foi uma visita agradável do P. Joao que é natural de angola onde a semente do carisma de Santo Afonso está semeada e vai dando os seus frutos. Foi simpático estar e conviver, no dia a dia, com a pequena Comunidade Redentorista de Lisboa. Aproveitou ainda para ver os confrades do Norte. Neste tempo de poucos dias partilhou muitas coisas que ele conhece depois das visitas aos Missionários Redentoristas espalhados pelo mundo. Regressou a Roma no dia 6 de Dezembro. Votos de Bom trabalho em pró de toda a congregação. E Volte sempre.
 
2014.12.08
Pe. Fausto Sanches Martíns, é notícia

JESUÍTAS EM PORTUAL :1542-1759
Arte/ Culto/ Vida Quotidiana
O Pe. Fausto Sanches Martins, Missionário Redentorista é natural dos fóios, Sabugal, Guarda, Portugal. Tem um corriculum assinalável. Em Outubro de 1980 concluiu a licenciatura em História  na Faculdade de Letras do Porto. Em 2 e 3 de Junho de 1986, prestou provas de aptidão pedagógica e capacidade científica, na faculdade Letras da Universidade do Porto, apresentando e discutindo o trabalho síntese: “O Colégio de S. Lourenço: 1560-1779 e o relatório pedagógico sobre a pintura de Fra Angélico. E 3 de Março de 1995 apresentou-se a provas de doutoramento em Letras, na área de história, na especialidade de história da arte, com a tese A arquitectura dos primeiros colégios jesuítas em Portugal 1542-1759. E iniciou a carreira docente na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Concluídas as provas de doutoramento foi contratado para professor auxiliar. E após concurso público foi promovido a Professor Associado de nomeação definita em 2003. E ainda Professor Agregado na especialidade de arte em 2005. O Pe. Fausto Sanches Martins, Doutorado e Professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto tem publicações monográficas, colaborações em publicações colectivas e orientações de dissertações de Mestrado e teses de doutoramento. No dia 6 de Dezembro com a presença do reitor do Seminário  Maior do Porto  e da livraria  Manuel Ferreira  na Igreja  de S. Lourenço  do mesmo Seminário apresentou esta publicação.

É notícia. O jornal “Voz Portucalense”, da Diocese do Porto, a propósito da a publicação, Jesuítas de Portugal, Arte/ Culto/Vida Quotidiana escreveu: “Reputado investigador e especialista na complicada história da autoria dos grandes complexos jesuíticos, com obra publicada, mas dispersa e apenas conhecida por um grupo restrito, em boa hora o Pe. Fausto Sanches Martins decidiu avançar para a publicação do “essencial” da sua investigação  ao longo de  20 anos, acerca da Companhia de Jesus em Portugal, entre meados  do século XVI até a sua expulsão em 1759 O tema central do livro é “o estudo  da companhia de Jesus  nas vertentes de arte, culto e vida quotidiana”, privilegiando, no capítulo  da arte  a “arquitectura  dos colégios.” Alegramo-nos com o nosso confrade como dizia Gandhi: “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido e não na vitória propriamente dita.”
 
2014.10.14
Visita Pastoral à Paróquia da Buraca
Uma presença que dá esperança. O bairro da Cova da Moura, na paróquia da Buraca, recebeu a Visita Pastoral de D. José Traquina, Bispo Auxiliar de Lisboa. Por entre cenários complexos de pobreza, nasce um trabalho de reconstrução da família, com a presença da Igreja a apontar caminhos de esperança para a população local. Basílio é um dos moradores queacompanha a caminhada de D. José Traquina pelas ruas da Cova da Moura. Para este pai de cinco filhos e morador do bairro há 40 anos, o maior problema que ali se vive é “a falta de emprego que afeta os jovens e adultos” e “a falta de comunicação entre uns e outros”. Confiante na intercessão de Nossa Senhora para o futuro dos habitantes da Cova da Moura, Basílio pede a “intercessão de Maria para que encaminhe os filhos do bairro por um ‘caminho bom’”.
Também conhecedor da realidade que se vive neste bairro situado na Vigararia da Amadora, o padre Lucílio Neves Galvão, Missionário Redentorista que é, desde 2011, pároco da Buraca, considera que a Visita Pastoral foi uma “novidade revolucionária” para esta paróquia e em especial para a comunidade do bairro da Cova da Moura. Segundo este sacerdote, a presença de D. José Traquina entre as pessoas veio “despertar uma alegria messiânica nos corações”. Na tarde do passado dia 3 de outubro, no âmbito da Visita Pastoral à paróquia da Buraca, o padre Neves – como é chamado pelos paroquianos – guiou D. José Traquina e um pequeno grupo de fiéis numa visita a algumas moradas para se encontrar com os doentes. “A presença da Igreja nestes contextos é muito importante. Ajudamos os outros a viverem o sofrimento de uma forma diferente”, lembra o padre Neves, ao Jornal VOZ DA VERDADE.
Para D. José Traquina, os testemunhos que foi escutando dos habitantes da Cova da Moura foram muito enriquecedores. “Ouvi das pessoas com quem me cruzei nesta visita que os sacerdotes Missionários Redentoristas são muito dedicados e estão presentes no meio do povo e isso é muito bonito de testemunhar. Ficamos muito felizes quando isso acontece”, destaca ao Jornal VOZ DA VERDADE o Bispo Auxiliar de Lisboa.
Inserida na Visita Pastoral à Vigararia da Amadora, D. José Traquina e o padre Neves percorreram, a pé, algumas das ruas do bairro da Cova da Moura contactando com muitos moradores. Para o padre Neves, a presença do Bispo Auxiliar de Lisboa neste dia foi, para os doentes, um “sinal de esperança para enfrentar a doença”.
 
2014.10.14
Visita Pastoral à Paróquia da Venda Nova

Realizou-se de 7 a 12 de Outubro a visita de D. Nuno Brás à paróquia Redentorista da Venda Nova.
O P. Benjamim, pároco organizou o programa que incluíu a presença do Sr. Bispo com todos os grupos e movimentos da paróquia.
De salientar a visita ao bairro social 6 de Maio com as irmãs dominicanas do Rosário.
A visita encerrou com a missa solene no dia 12 de Outubro, pelas 15.30 h. com a presença da presidente da camara da Amadora, e outras autoridades. Presidiu à Eucaristia o Sr. Bispo e estiveram presentes o provincial dos Missionários Redentoristas, bem como outros missionários Redentoristas das comunidades da Luz e da Damaia e o pároco de Benfica. Encerrou com um porto de honra.

 
2014.10.13
Encontro na Comunidade de Lisboa

Nos dias 6 e 7 de Outubro reuniu em Lisboa um grupo de redentoristas que o P. Jacek, coordenador da Europa, na sua visita a Portugal tinha pedido. Assim  os mais  novos da província, seis membros que,  com o P. Provincial, reflectiram sobre  a nossa realidade como Província e as expectativas perante o futuro.  Uma partilha aberta, no intuito de , na sequência da Visita do Governo Geral, abrir caminho a algum projecto novo que abra esperanças à continuidade do carisma redentorista  em Portugal.

 
2014.10.10
7ª Assembleia da Conferência dos Redentoristas da Europa

A 7ª Assembleia realizou-se em Leópolis na Ucrânia nos dias 23-25 de Setembro  de 2014. Para alguns dos participantes esta Assembleia, talvez seja a sua última participação dado que várias das unidades  na Europa iniciaram um processo de eleição de novos  governos provinciais  para o novo quatriénio a iniciar em janeiro de 2015. E além disso por possíveis fusões de unidades já em curso.
A Assembleia estava marcada, há mais de uma ano, para Leviv na Ucrânia e apesar da situação política do país ser complicada decidiu-se manter este lugar para a reunião. É certo que surgiram dúvidas, dificuldades, mas tudo se superou e a CRE  manifestar assim a sua solidariedade com os confrades  redentoristas  que vivem seus dias  em contínuo sobressalto  e inquietos pelo que lhes  possa acontecer. 
A Assembleia fez o seu grande balanço de todas atividades programadas:
-Os encontros de formação para os confrades mais jovens, o curso de espiritualidade  antes da profissão perpétua que terminou com a visita aos lugares afonsianos, as atividades do Secretariado de Evangelização com as suas reuniões ordinárias e extraordinárias, o redcamp, o acolhimento  aos peregrinos em Astorga, Espanha, as reuniões da pastoral juvenil e vocacional, da pastoral social, todo este trabalho  considerou-se muito positivo para a Europa.
Continua-se a desenvolve o processo das comunidades internacionais. De novo veio à baila a comunidade internacional de Luxemburgo que ainda não arrancou.
Considerou-se também um sinal positivo a abertura da primeira comunidade internacional em Tirana, na Albânia  que abriu antes da visita do Papa a este país.
Ficou já agendada para Gaia, Portugal, a 8ª assembleia da Conferência dos Redentoristas da Europa, CRE, que  realizará  em Setembro de 2015.

 
2014.06.04
Visita do Coordenador

Os Missionários Redentoristas além da celebração da Assembleia Missionária Redentorista anual, tiveram a alegria da visita do Coordenador da Conferência dos Redentoristas da Europa.
A Província de Lisboa realizou no dia 30 de Junho até ao dia 3 de Julho a sua Assembleia Missionária Redentorista, é já a 38ª. Este ano foi dedicada ao estudo da Exortação apostólica do Papa Francisco,“Evangelii Gaudium” e ainda à carta da Congregação para os Institutos de vida consagrada e Sociedades de vida apostólica “Alegrai-vos” publicada para começar de algum modo a falar do ano 2015, dedicado à Vida Consagrada. Tudo em ordem à missão, como pediu o nosso último Capítulo Geral e como pede o Papa Francisco “as coisas não podem ficar como estão”. A Assembleia Missionária anual é sempre um desafio que nos vai impelindo, apesar das idades avançadas, a responder aos apelos de melhor realizar a nossa missão carismática. Participaram a maioria dos confrades da Província.
 Mas este ano teve uma novidade a visita do Pe. Coordenador da CRE, o P. Jacek, Redentorista Polaco, que nos informou de todo o trabalho que se desenvolveu e está a decorrer na CRE em pró de todas as unidades da Conferência dos Redentoristas da Europa. Insistiu que a reestruturação é para a missão e também que o tema destes seis anos é “anunciar Evangelho de modo sempre novo.” É também nesta Assembleia que, como província, celebramos os jubileus. Este ano apenas celebrámos um jubileu sacerdotal o do P. Manuel Lopes.
 “…quanto mais o carisma dirigir o seu olhar para o coração do Evangelho, tanto mais eclesial será o seu exercício.” E por isso ficamos com esta conclusão oferecida pelo do Papa Francisco: “Espero que todas as comunidades se esforcem para usar os meios necessários para avançar no caminho da conversão pastoral e missionária que não pode deixar as coisas como estão. (EG 21) Interpelação para todos nós!

 
2014.06.04
Encontro dos Conselhos Provinciais de Lisboa e Madrid

Como todos os anos por esta altura reuniram, desta vez em Lagos,  os   Conselhos Provinciais. Por entre o sol quente e com o mar no horizonte, partilhamos a nossa vida apostólica, a realidade presente, os caminhos do futuro.
Sentimos como é importante a nossa história e o discernimento  no momento presente para  apontar caminhos de futuro.
Estes são os tempos do Espírito! Ele nos provoca, de novo, para um novo dinamismo missionário, abertos à  Europa  e comprometidos  com o Evangelho e os pobres,  agora.
É sempre possível trabalhar de outra maneira, com um jeito novo de apóstolos e deixar acontecer a renovação do Espírito em cada pessoa, em cada comunidade, em cada Unidade.
Assim falamos, rezamos e convivemos. Não participou o P. Fausto por razões de saúde  bem como o P. Laureano por estar em Tirana a preparar a formação da nova comunidade internacional.
De salientar  a mensagem que o P. Geral mandou,  pelo correio electrónico, na hora deste nosso encontro  a  saudar-nos, a convocar-nos para a  comunhão e para  um futuro de esperança missionária. Essa sua presença nos  trouxe alegria por sabermo-nos unidos como Congregação.
Nos alegrou ainda o acolhimento de leigos que nos puseram a  casa, a mesa e nos serviram,  em nome da comunhão com os Redentoristas. E com a presença da comunidade redentorista de Lagos.  Obrigado.
Nos encontramos do dia 10 ao 12 de Junho, invocando as bênçãos de santo António, patrono da nossa Província para as nossa Unidades e para toda a Congregação
Que bom viverem os irmãos em comunhão. Foto tirada na Igreja da Luz - Lagos

 
2014.06.04
Família Redentorista em Fátima

No dia 31 de maio de 2014 a família redentorista viveu mais uma jornada extraordinária na sua 62ª peregrinação a Fátima. Desenvolveu-se o programa seguinte:
Dia 31 pela manhã aconteceu o Encontro de Jovens,missionários da alegria”. Mais de 80 jovens no salão de Nossa Senhora das Dores partilharam a sua experiência a partir do TRÍPTICO VOCACIONAL enviado pelo Governo Geral e que neste momento visita a Irlanda.
Pela tarde todos os peregrinos, mais de 2.000, concentraram-se no Salão de Paulo VI para o grande encontro de reflexão. Depois das saudações iniciais do P. Peres, os jovens das paróquias da zona de Lisboa apresentaram um filme sobre a Via Sacra do mundo de hoje, pois muito se sofre em todos os continentes. O filme procurou mostrar o sofrimento, a violência, fome, guerra, morte para tirar a mensagem clara de que todos podemos ajudar a construir um mundo melhor e mais humano e fraterno. Mensagem que tem profunda relação com a reparação, penitência que Nossa Senhora pediu aos Pastorinhos em Fátima.
Um segundo momento, abriu com uma breve saudação do P. Provincial, P. António Marinho, que saudou particularmente os jovens. De seguida foi apresentado a todos os peregrinos o Carisma Redentorista, iniciado e vivido por santo Afonso, através de textos proclamados e música interpretada por um grupo de jovens orientados pelo P. Rui Santiago que a todos encheu de alegria por este dom dado à Igreja.
Na basílica da Santíssima Trindade o Tríptico vocacional num formato de um metro e noventa, foi apresentado pelos diversos grupos de jovens e esteve presente em toda a Eucaristia presidida pelo P. Provincial. A celebração foi animada musicalmente pelo grupo de escuteiros da comunidade redentorista de Vila Nova de Gaia. Pela noite a meditação do rosário, que incidiu nas palavras dos Pastorinhos, foi da incumbência do P. Leonel, seguindo depois a procissão de velas. Após o terço a peregrinação da Família Redentorista congregou-se ainda para a adoração vocacional, presidida pelo P. Eugénio e a cargo do P. José Manuel apoiado por jovens e outras pessoas.
No dia 1 de Junho os peregrinos participaram na missa solene da Ascensão
Do Senhor ao Céu. Foi uma jornada envolvida no amor de Deus, pois é o tema geral do Santuário para este ano. Por isso também foi uma jornada evangelizadora segundo a vontade revelada por Nossa Senhora, em Fátima. E particularmente ajudou as pessoas que fazem caminho com os missionários da abundante redenção a deixar-se envolver pelo amor de Deus e assim entrarem na construção de uma humanidade diferente, nova, humana e fraterna. Louvores e obrigado a todos os peregrinos e sobretudo aos que mais concorreram para que o evento da 62ª peregrinação anual da Família Redentorista a Fátima acontecesse mais uma vez.

 
2014.03.10
Pe. Eugénio Novo Pároco da Damaia

Foi com a Igreja completamente cheia de fieis que o P. Manuel Lopes, depois de 42 anos, no dia 16 de Fevereiro, se despediu da comunidade cristã da Damaia. No dia 22 de Fevereiro, com a Igreja completamente cheia de fiéis, o P. Eugénio, tomou posse oficialmente numa celebração solene presidida pelo Sr. D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar do Patriarcado e participada pelo P. Provincial, vários sacerdotes. Na homilia O Senhor Bispo agradeceu ao P. Lopes pelo trabalho realizado, pela sua dedicação evangélica e por todo serviço pastoral em pró de toda a comunidade cristã, o Senhor bispo agradeceu muito o dom  do P. Eugénio, como novo pároco para a comunidade..
Agradece a província a presença viva do carisma redentorista nesta paróquia, levada a cabo tantos anos pelo P. M. Lopes e também a colaboração da Província Redentorista de Warszawa, na Polónia, através do P. Eugénio, para a continuar este serviço de missão. O Pe. Eugénio continuará, com a força jovem, a cuidar  da comunidade  com  o estilo  redentorista  ao serviço dos mais  abandonados. Esperamos que o Senhor suscite outras colaborações e jovens que  desejem participar aqui e agora nesta missão de  anunciar a boa nova aos mais abandonados, especialmente os pobres . Alegremo-nos com este dom e pedimos ao Senhor da messe que envie operários para a sua messe. A comunidade cristã da Damaia foi particamente gerada pelo carisma Redentorista para ser na Igreja do Patriarcado sinal de  Deus  nesta periferia da cidade de Lisboa.

 
2013.12.06
Visita do Governo Geral

Passou mesmo tão depressa que até já parece que foi há muito tempo. Mas não. Aconteceu de 4 a 24 de Novembro a presença entre nós dos PP. Enrique e Alberto, consultores gerais do governo da nossa Congregação. Passaram pelas nossas
Comunidades, sentaram-se na nossa roda, visitaram e conversaram com todos os Redentoristas, encontraram- se com grupos de leigos e deixaram a todos nós uma palavra de entusiasmo e fidelidade à vocação a que somos chamados como missionários.
Ajudaram-nos a ler e a cair na realidade e refletiram caminhos de futuro, pedindo-nos criatividade, comunhão e busca de recursos. Do dia 20 ao 24 esteve também connosco o nosso P.e Geral como primeiro animador do carisma redentorista. Falaram-nos dos 5.300 Redentoristas presentes em 76 países e de quanto o Espírito neles trabalha ao serviço dos mais abandonados. Mais do que observadores foram Redentoristas connosco, convencendo-nos que podemos e devemos fazer bem mais em muitos aspectos da nossa vida apostólica e comunitária. E se não podemos voar, passo a passo e na alegria do evangelho presente nas nossas vidas, podemos chegar bem mais longe. Agora não vale sonhar uma coisa, dizer outra e pouco ou nada fazer por isso. Uma das dimensões importantes é a animação vocacional. Cada Redentoristaé o primeiro animador de novas vocações. E não podemos atrair outros para o que já não nos entusiasma a nós mesmos. Neste campo poConvocados, sempre, para nos deixarmos evangelizardemos e devemos fazer muito mais. Precisamos de dar visibilidade pela nossa alegria, pela vida comunitária, pela oração, pelo nosso testemunho, por sinais que demonstram o nosso empenho. Um exame de consciência que nos toca fazer pessoalmente e como Província.O nosso conforto e comodismo parece mais importante que a nossa missão.
Por isso aí temos os frutos. Que bem se está no nosso lar da terceira idade. Neste ano vocacional que a Congregação lançou foi-nos pedido bem mais. Importante também é contar com os Leigos. Eles são a garantia de que vale a pena acreditar no futuro da missão redentorista.
Precisamos deles e eles precisam de sentir o nosso entusiasmo. E é no contacto pessoal e apoio perseverante que se podem cativar candidatos.
Para isso precisamos de ser homens de Deus e fazer da missão o nosso grande projecto. Vamos a isso.No encerramento da visita o R. P. Geral presidiu à Eucaristia da Vigília de Cristo Rei, no nosso Seminário - Comunidade de V. N. de Gaia e, pela noite, participou, ali mesmo, no sarau Redentorista animado pelo P.e Rui e os seus jovens tendo como tema: Junto dEle a abundante Redenção. Sobressaiu a mensagem-apologia da missão Redentorista e seus fundadores, carregada de música e beleza.

 
2013.12.05
VI Conferência dos Redentoristas da Europa

Aconteceu em Madrid de 28 a 31 de Outubro de 2013 na casa - Paróquia do Perpétuo Socorro. Entretanto as obras de restauro da casa terminaram mesmo no dia para receber os participantes. Além dos Provinciais, estiveram do Conselho Geral os PP. Dembeck e Alberto, bem como a equipa de tradução simultânea.
Presidiu o Coordenador da Conferência, P.e Jaceck que começou por fazer uma saudação, bem como o P.e Pedro Lopez de acolhimento a todos. Foi lida uma mensagem do R.do P.e Geral que estava terminando a visita
no Vietname, manifestando a sua comunhão e oração ao mesmo tempo que pedia ao Senhor a força de encontrar
o seu Espírito neste ano vocacional para ajudar a tantos jovens a encontrar a sua vocação redentorista.Foram abordados assuntos como a reestruturação
de Unidades, as propostas das Comunidades interprovinciais e as implicações do processo como a sua animação e estilo de missão. O congresso sobre os E(i)migrantes. De salientar ainda as convicções de que a Congregação está sempre em estado de aprendizagem, num processo de gestação do carisma, do espírito e da missão. Os tempos de hoje pedem novos processos na evangelização. E perguntamo-nos qual o Evangelho que podemos dizer hoje(?) e a importância da escutar para marcar o nosso estilo de comunidade e missão.Foi aprovada a formação da nova Comunidade interprovincial na Albánia, nos arredores de Tirana, nação que tem como padroeira N.a Sr.a do Bom Conselho que acompanhou o nosso fundador sendo um campo propício para uma opção carismática redentorista e Terra onde é urgente uma primeira evangelização.Também foi aprovada a constituição da Comunidade no Luxemburgo como aposta num centro de emigração importante para a Missão Redentorista na Europa.O Coordenador e os Conselheiros ficaram responsáveis por dar os passos
necessários para concretizar estes projectos apostólicos. Foram abordadas questões de financiamento e apoio para estas missões.De salientar também a presença do Sr. Cardeal de Madrid presidindo à Eucaristia da celebração dos 6 novos Mártires de Cuenca. E tivemos oportunidade de sair de passeio ao Escorial e jantar por lá. E as alegrias de alguns assistirem ao vivo ao real Madrid.A nossa Conferência espera sempre algo de novo e de esperança para o futuro. Sejamos nós a alimentar esta esperança.

 
2013.11.14
Acreditar é Viver

Acreditar é Viver. Este foi o tema do VII Colóquio Missionário que aconteceu nos dias 8,9,e 10 de Novembro, na zona das paróquias confiadas aos Missionários Redentoristas no Patriarcado de Lisboa. O tema sintonizou muito bem com o que a Igreja está a viver, isto é, o ano da Fé.
O Colóquio girou em volta das questões: Penso aquilo que creio, exprimo o que creio, celebro aquilo que creio, vivo aquilo que creio e anuncio o que creio. Estas questões foram desenvolvidas através de um conjunto de conferências, como constavam no programa difundido.
Os diversos conferencistas abordaram ampla e seriamente os temas e agradaram pela simplicidade e profundidade. Deste modo o VII Colóquio Missionário celebrou mais uma vez a fundação da Congregação dos Missionários Redentoristas, isto é, o dia 9 de Novembro de 1732. E este ano com a presença muito especial do P. Enrique López, Vigário Geral da CSSR. e o P. Alberto eseverri, Conselheiro geral, que também deram o seu contributo para a reflexão do tema, acreditar é viver. Esta presença especial está inserida na visita fraterna que estão a realizar a todos os confrades da Província de Lisboa.
As pessoas manifestaram a sua alegria pela presença dos Missionários Redentoristas nestas zonas e agradecimento pelo evento. A participação dos paroquianos da Venda Nova, Buraca e Damaia foi a esperada, a esta participação juntaram-se ainda pessoas vindas de Gaia, Lagos e outros lugares.O VII Colóquio certamente despertou para uma fé confessada, celebrada, vivida e anunciada, e provocou nas pessoas a vontade de crescer hoje no seguimento de Cristo, sabendo que: “A fé não é luz que dissipa todas as nossas trevas, mas lâmpada que guia os nossos passos na noite, e isto basta para o caminho.”(LF 57)

 
2013.11.08
Dinamismo e Audácia Missionária

Missionários Redentoristas. Estão em Portugal, vindos de Roma, os padres Enrique López, Vigário Geral da Congregação e Alberto Esseberri, conselheiro geral, de nacionalidade paraguaia e espanhola, respectivamente. Vieram na qualidade de delegados do Superior-Geral da Congregação do Santíssimo Redentor, padre Michel Brehl, canadiano. Esta variante de nacionalidades anuncia que a Congregação Redentorista (CSSR) anda pelo mundo: 5.100 missionários, sacerdotes e religiosos leigos consagrados, presentes, para já, em 78 países. Nas foto o P. Provincial António Marinho com os dois visitadores e todo o Conselho provincial
Em Portugal, são 39 os redentoristas que recebem a Visita: duas comunidades missionárias na diocese do Porto, duas na Diocese de Lisboa, uma em Guimarães, outra em Castelo Branco e outra em Lagos, no Algarve.
A Visita é ‘regular’, isto é, obedece às Constituições e Estatutos que apontam para o fundamento de toda a Congregação: na sequela de Santo Afonso Maria de Ligório, o Fundador, anunciar Jesus Cristo e fazê-lo de “modo sempre novo”, como já escrevia São Clemente Hofbauer, redentorista de entre os séculos XVIII e XIX.
São objetivos da presente Visita fazer com que os padres e irmãos do Instituto “experimentem a presença fraterna e animadora do Governo-Geral” que vem de longe, o mesmo será dizer, de todos os confrades que pelo mundo são uma só família. Quanto aos visitados, dar-se a conhecer aos representantes maiores da Congregação, no que são e no que fazem, para que a harmonia de entre todos os seus membros seja mais completa. Revitalizar a esperança, mesmo em horas menos férteis na perspetiva vocacional. E animar os confrades para um dinamismo e audácia missionária no nosso país.
Passando de comunidade em comunidade, os visitantes serão expressão de fraternidade e renovação. Expressão ainda mais eficaz, quando o Superior-Geral do Instituto presidir a assembleia-geral a ter lugar no próximo dia 21 de Novembro, em Vila Nova de Gaia, Seminário de Cristo-Rei, de toda a Província de Lisboa. Embora ausentes, também os redentoristas de Angola vão estar ali, de algum modo: 60 anos, em 2013, sobre a chegada dos primeiros missionários àquele país africano. Hoje são Vice-província, filha da Província Portuguesa.

 
2013.10.01
Enconto Europeu de Jovens Redentoristas

“Não é preciso ser louco para ser Redentorista... mas ajuda!”
Entre os dias 7 e 11 de Agosto deste ano, aconteceu mais um Encontro Europeu dos Jovens Redentoristas. Desta vez, foi organizado pela Província de Roma, numa pequena vila chamada San Sperate, na ilha da Sardenha. O encontro foi muito bem preparado e organizado pelos nossos irmãos italianos, que conseguiram mobilizar uma multidão de 200 voluntários para tudo o que foi preciso, entre a logística das instalações e as refeições para todos os jovens presentes. Éramos quase 600, de todas as Províncias CSSR Europeias e com a presença também de irmãos de mais longe, como Vietname, Perú e EUA.
O tema deste ano era “Be Life-Believe-Be Love”, o que em português dá qualquer coisa como “Vive-Acredita-Ama”. O Encontro decorreu, como é normal, entre as catequeses, os workshops, os momentos de Oração/Celebração e o convívio descontraído entre todos. Os dias começavam com Oração da manhã, numa tenda espaçosa e belíssimamente preparada para tal, fazendo lembrar aquela Boa Notícia do princípio do Evangelho de João: “E o Verbo fez-se Carne e armou a Sua Tenda entre nós” (Jo 1, 14). Depois desta oração, seguiam-se as Catequeses de cada dia, em grupos de afinidade linguística. Depois da Catequese da manhã, todos se dividiam em diferentes Grupos de Partilha e Discussão, conversando sobre o que tinha escutado e partilhando as perspectivas próprias do contexto nacional de que cada um vinha.
E assim corria a manhã, até ao almoço. Da parte de tarde aconteciam os workshops, uma espécie de ateliers de actividades variadas, preparados por cada uma das Províncias presentes, bem como vários preparados por pessoas e grupos de San Sperate. Eram umas boas dezenas de propostas diferentes, entre o artesanato e a dança, a música e a espiritualidade... Os Jovens Redentoristas Portugueses organizaram um workshop chamado “GolspeLOL”, que tinha como objectivo experimentar a interpretação de alguns textos do Evangelho a partir da perspectiva do humor e da ironia com que muitas vezes Jesus nos aponta um olhar novo sobre a Vida e o Reino de Deus. Acreditamos que encontrar a ironia e o humor nos textos evangélicos nos ajuda, muitas vezes, a perceber a tão grande diferença entre o que Jesus nos diz e o que nós estamos dispostos a ouvir...
Ao fim da tarde, depois de almoçarmos, preparavamo-nos para o serão, que acontecia sempre num grande recinto com palco, em que decorriam actividades participadas por todos os membros do Encontro: Jovens de todos os países, Voluntários, habitantes de San Sperate.
Esteve sempre connosco o pe. Michael Brehl, Superior Geral da Congregação, tendo celebrado Eucaristia, feito catequeses e, sobretudo, convivido e conversado naturalmente com todos.
De Portugal fomos 13 Jovens Redentoristas, ponto de chegada de quase um ano de reparação e encontros. Nos dois dias anteriores à partida, estivemos no nosso Seminário em Retiro, mastigando juntos algumas ideias preparatórias para este Encontro entre irmãos, desde o nosso Carisma à disponibilidade para nos deixarmos desafiar pelo que por lá pudesse acontecer.
E assim foi... Este Encontro não foi apenas um ponto de chegada mas um grande Desafio para a nossa caminhada. Viemos de lá remexidos pela experiência e provocados pelo convite feito pelo pe. Michael Brehl a toda a Congregação a fazermos deste ano um tempo especial de aprofundamento da Vocação Redentorista. No último dia, o nosso amigo pe. Michael Brehl, depois da sua Catequese, aproximou-se do grupo dos Jovens Redentoristas portugueses e, sorrindo, disse-nos um “segredo”: “Conto convosco para fazerem acontecer coisas muito bonitas...”
Ainda em San Sperate começámos a dar voltas ao coração e surgiu-nos uma ideia: passarmos por todas as nossas Comunidades Redentoristas em Portugal para vivermos com elas um fim de semana especialmente dedicado ao Carisma Redentorista e à Vocação Missionária que é tarefa de todos e para todos! Chamámos-lhe RedenTour, porque queremos que seja isso mesmo: uma espécie de Tournée Redentorista, de renovação missionária. Desde que viemos que andamos a trabalhar nisso e, dentro de poucas semanas, já iremos partilhar um programa mais concreto para que contem connosco.
Se acederem à nossa página do facebook  basta fazerem um “gosto” para acederem às partilhas diárias que fomos fazendo durante o encontro e aos testemunhos escritos por cada um depois de regressarmos.
E já é altura de explicar o título desta nossa notícia... Vendo a nossa alegria e entusiasmo, apreciando as nossas brincadeiras e “maluqueiras”, o pe. Michael Brehl, logo no segundo dia do Encontro, dirigiu-se aos Jovens Redentoristas de Portugal. Aproximou-se, pôs cada um dos braços sobre os dois jovens mais próximos, e disse isso mesmo, no seu inglês de sotaque canadiano: “You don’t have to be crazy to be a Redemptorist... but it helps!”
Então, siga...

 
2013.09.25
Novos Beatos Redentoristas 

É no dia 13 de Outubro a beatificação  
Na quinta-feira, 20 de dezembro, o Papa Bento XVI aprovou a promulgação do Decreto sobre o Martírio dos Servos de Deus José Javier Gorosterratzu e Cinco companheiros, mártires. Este decreto abriu, o caminho para a beatificação, que será celebrada em Tarragona, Espanha, em 27 de outubro de 2013.
Nossos novos Beatos, todos membros da Comunidade de São Felipe, em Cuenca, foram martirizados durante a Guerra Civil Espanhola, travada ente julho de 1936 e abril de 1939. São estes  os seis  Missionários Redentoristas

 
Breves Biografias:
Pe JOSÉ JAVIER GOROSTERRATZU JAUNARENA, C.SS.R
Nasceu em Urroz (Navarra), em 07 de agosto de 1877. Aos 14 anos, contra a vontade de seu pai, entrou para o Colégio dos Capuchinhos, em Lecároz. Aos 16 anos, entrou para os Redentoristas; fez sua profissão em 08 de setembro de 1896 e foi ordenado padre em 28 de setembro de.
Após alguns anos ensinando em El Espino (Burgos) e Astorga (León), viveu nas Comunidades de Pamplona (Navarra), Madrid e Cuenca. Ele era um homem de considerável cultura, bem como um missionário popular, um confessor e diretor espiritual experimentado e procurado. Publicou duas obras históricas e escreveu um manual de filosofia.
Em 10 de agosto de 1936, foi preso pela Milícia da Frente Popular, que o levou para o cemitério de Cuenca e o assassinou. Ele perdoou seus executores enquanto balearam.

Pe. CIRIACO OLARTE PEREZ, C.Ss.R.
Nasceu em Gomecha (Álava), em 08 de fevereiro de 1893, em uma família muito religiosa. Incentivado desde a infância para a vocação sacerdotal, entrou para a Formação Redentorista em 21 de setembro de 1904, em El Espino (Burgos) e professou seus votos religiosos em 08 de setembro de 1911.
Após ser ordenado padre, em 29 de julho de 1917, foi para o México como missionário, de 1920 a 1926. Retornou à Espanha devido ao espírito anti-clerical, crescente no México naquela época. De 1926 a 1935, exerceu seu ministério apostólico em Madrid, na Comunidade do Perpétuo Socorro.
Em maio de 1935, estabeleceu-se em Cuenca. Na noite do dia 31 de julho de 1936, foi preso e levado para o local chamado “Las Angustias" onde, gravemente ferido, foi deixado para morrer após longas horas de agonia.

Pe.  MIGUEL GOÑI ARIZ, C.SS.R,
Nasceu em Imarcoain (Navarra), em 27 de abril de 1902. Manifestando o desejo de tornar-se padre, ainda quando era uma criança, entraria para os Redentoristas em 08 de setembro de 1918 e professou seus votos em 26 de agosto de 1920.
Apesar da saúde débil e uma natureza tímida, foi ordenado padre em 27 de setembro de 1925, e provou ser um pregador vigoroso e incansável de Missões Populares.
Após Trabalhar nas Comunidades de Nava del Rey (Valladolid), Granada, Santander e Vigo, foi transferido, em 1932, para Cuenca, onde trabalhou especialmente na Igreja Redentorista de São Felipe Neri. Em 31 de agosto de 1936 foi preso pela Milícia, baleado e deixado sangrar até a morte.

Pe. JULIÁN POZO Y RUIZ DE SAMANIEGO, C.SS,R.
Nasceu em Payueta (Álava), em 07 de janeiro de 1903. Entrou para o Seminário Redentorista, em El Espino, em 1913, onde foi muito apreciado por sua seriedade em sua vida espiritual. Professou seus votos em 1920 e foi ordenado padre em 27 de setembro de 1925.
Sofrendo de tuberculose desde 1921, foi capaz de aceitar a doença com resignação, dedicando-se à oração, ouvindo confissões e cuidando dos doentes. De um temperamento sereno, foi muito procurado por seus dons como confessor e diretor espiritual.
Em 1928 foi transferido para a comunidade apostólica de Cuenca. Muda-se, então, para o seminário por causa da deflagração da perseguição. Ali, em 09 de agosto de 1936, foi preso enquanto rezava o rosário, foi morto ao longo da estrada que leva de Cuenca a Tragacete.

Pe. PEDRO ROMERO ESPEJO, C.SS.R.,
Nasceu em Pancorbo (Burgos), em 28 de abril de 1871. Entrou para a Escola Redentorista em El Espino e professou, finalmente, em 24 de setembro de 1889.
Foi ordenado em 29 de fevereiro de 1896. Era uma pessoa extremamente tímida e não dada à atividade missionária expansiva. Assim, dedicou sua vida ao ministério da reconciliação e à vida religiosa de contemplação, oração e mortificação, testemunhando, para os outros, um grande espírito de pobreza.
Após estar nas comunidades de Astorga (León) e Madrid, foi transferido para Cuenca. Com a eclosão da Guerra civil, foi forçado a deixar a comunidade e viver, como foi o caso de outros colegas, com uma família local, em sua casa particular. Para escapar da atenção dos perseguidores e continuar a exercer o apostolado, escolheu mendigar nas ruas da cidade.
Detido várias vezes pela Milícia, enfim em maio de 1938 foi capturado e levado à prisão onde, atendido fisicamente e espiritualmente por outros padres prisioneiros, morreu de disenteria, em 29 de maio.

Irmão VÍCTOR (VICTORIANO) CALVO LOZANO, C.SS.R.
Nasceu em Horche (Guadalajara), em 23 de dezembro de 1896. Nitidamente inclinado à vida espiritual, queria ser padre. Infelizmente, os tempos, a relutância de sua família em dar-lhe permissão e a restrição financeira, atrasaram o início de seus estudos. Em 31 de março de 1919, em uma carta que deixou com sua família explicando suas razões, ele os deixou para tornar-se Redentorista.
Em 13 de novembro de 1920 fez sua profissão religiosa, tomando o nome de Victoriano. Em 1921, foi designado para a Comunidade Redentorista em Cuenca, onde trabalhou como sacristão e porteiro. Embora ele não tenha frequentado o Seminário, tinha um senso inato de cultura, destacando, particularmente, um profundo conhecimento do asceticismo. Seus superiores permitiram-lhe ser um diretor espiritual para as jovens, para quem escreveu uma série de retiros e outras obras.
Em 10 de agosto, foi preso pela Milícia, levado ao cemitério de Cuenca, e brutalmente assassinado.
P.S. Para mais informações, visite o site da Província de Madrid.

 
2013.09.25
P. António Mendes Alves da Rocha

“O amor está na alma e a alma não morre”… O P. António Mendes faleceu no dia 19 de Setembro depois de uma doença prolongada. Pertenceu ao primeiro grupo de Missionários Redentoristas gerados pela terceira tentativa de fundação Redentorista, entre nós, 1931. Estudou em Vila Nova de Gaia no nosso Seminário de Cristo Rei, fez o Noviciado em Espanha e o Seminário Maior também em Espanha, onde  recebeu a ordenação presbiteral.
Integrou-se muito bem nas equipas missionárias das Missões populares durante muito anos, com grande êxito pela palavra fácil e convincente e pelos gestos apropriados cativava as pessoas, que o escutavam sempre com agrado. Depois um período de pregador de sermões de festas para o que tinha uma especial facilidade, e onde adquiriu  grandes êxitos. Humano e sensível concorria para bom ambiente nas comunidades. Publicou um livro de poesia no que escreveu por assim dizer o seu epitáfio: “Não choreis. Continuarei a amar-vos na outra vida. O Amor está na Alma e a Alma não morre.”
Passou a sua vida praticamente na comunidade de Gaia onde exerceu o cargo de Superior em vários triénios e lecionou algumas disciplinas neste Seminário e na comunidade do Porto onde também por várias vezes foi responsável da comunidade. Exerceu o cargo de Ecónomo Provincial e de Conselheiro Provincial durante vários anos
Presidiu o seu funeral, o Pe. Manuel Peixoto, superior da comunidade, dada a ausência do P. Provincial na reunião da Conferência Redentorista da Europa, que se realizou- no dia 20 de Setembro na nossa Igreja do Porto com a presença de 19 confrades, representantes de todas as comunidades redentoristas, de vários sacerdotes da Dioceses, de dois diáconos permanentes, dos seus familiares e de numerosos fiéis… “Continuarei a amar-vos na outra vida.”

 
2013.08.04
P. Américo Martins Veiga

No dia 2 de Agosto, Faleceu aos 80 anos, o padre Américo Martins Veiga, Missionário Redentorista, nascido a 18 de Junho de 1933. Era natural dos Fóios, Concelho Sabugal, Diocese de Guarda. Foi ordenado a 31 de Janeiro de 1960 em Valladolid, Espanha.
Era Licenciado em Filosofia pela Universidade Gregoriana, e em Ciências da Educação pelo Salesianum de Roma. Lecionou no Seminário Menor e Maior dos Missionários Redentorista. Foi Pároco em Várias Paróquias e presentemente era Vigário Paroquial na Paróquia da Damaia, Diocese de Lisboa.
Viveu intensamente a sua entrega à vocação de Missionário Redentorista através da pregação do Evangelho ao povo de Deus à qual dedicou parte da sua vida. E como bom discípulo de Santo Afonso, publicou vários livros entre os quais se destacam: Porque sou Critão, Como ser Cristão e Educação hoje.
O seu funeral, presidido pelo Pe. Provincial realizou-se no dia 3 de Agosto na Paróquia da Damaia com a presença de numerosos fiéis, de 12 confrades das comunidades redentoristas, de vários sacerdotes vizinhos e do Sr. Cónego Francisco José Tilo Espenheira, Vigário Geral da Diocese.

 
2013.06.11
Encontro dos Conselhos Provinciais de Madrid e Lisboa

Chegámos a Madrid no dia 5  de Junho  e  partilhámos em espírito Redentorista e, na casa provincial, os dois Conselho   Ibéricos os dias 6 e 7 em ambiente fraterno de reflexão,  de oração e de convívio.
 Começamos por abordar  o que sentimos à volta das nossas Províncias e os acontecimentos em que nos envolvemos. A Província de Madrid salientou a Comemoração dos 150 anos de presença dos Redentoristas em Espanha, e a exposição alusiva que foi inaugurada na casa provincial e que está agora passando pelas diferentes Comunidades.
Outro acontecimento marcante é a beatificação dos 6 Mártires Redentoristas da guerra de Espanha, de Cuenca e, que serão beatificados no próximo dia 13 de Outubro, em Tarragona.
Falámos dos processos inerentes à Conferência da Europa, as propostas e dificuldades e sobretudo a necessidade de criar um espírito, onde nós redentoristas, não podemos fechar as portas ao futuro.
De salientar a abertura da casa do peregrino em Astorga,  como apoio espiritual aos peregrinos do caminho de S. Tiago, bem como outras iniciativas.
Tomámos em reflexão o tema dos leigos Redentoristas e o seu envolvimento no carisma Redentorista. E o grande trabalho e caminho já feito pela Província de Madrid, nas, suas diferentes vertentes.
Um campo de sugestões e de projectos para os quais a Província de Lisboa também tem necessidade de se voltar, se for capaz

No dia 7 tivemos oportunidade de viajar até Cuenca, cidade património mundial e Huete para visitar os lugares onde os Redentoristas estiveram presentes e onde ainda se conservam sinais visíveis da nossa missão.

E voltamos mais enriquecidos depois deste encontro. Obrigado.
 
2013.06.07
Peregrinação da Família Redentorista a Fátima

Nos dias 1 e 2 de Junho de 2013, foi bonito o encontro de alguns milhares de pessoas jovens, adultas ou mesmo idosas no Santuário de Nossa Senhora de Fátima. Elas vieram deste país em crise, vieram do norte, do sul, ou do centro, da aldeia ou da cidade, desta ou daquela paróquia, deste ou daquele centro. Não foram inúteis os convites. Os convidados apareceram para o encontro anual. A 61ª peregrinação da família Redentorista de Nossa senhora do Perpétuo Socorro a Fátima acolheu no coração o slogan do Santuário NÃO TENHAIS MEDO!

Nunca é demais, agradecer a todos, irmãs e irmãos, que tiveram o trabalho de tudo preparar para que a peregrinação, animada pelos missionários redentoristas, fosse uma jornada de fé professada, celebrada, vivida, rezada e anunciada, neste ano dedicado à vivência da fé por vontade do Papa emérito Bento XVI.

De facto, hoje em dia, é um desafio árduo para todos os habitantes do país a superação do medo e vivência séria da fé. E Nossa Senhora em Fátima aconselha-nos “não tenhais medo”. Certamente que a passagem por Fátima, lugar de intimidade, de penitência e de oração ofereceu a todos os peregrinos um incentivo para continuar a viver neste mar da vida com esperança e com a alegria que brota de sermos discípulos e peregrinos de Cristo Redentor.

 

 
2013.04.15
Missionários Redentoristas em Retiro Pascal

Coincide sempre com a segunda semana da Páscoa. Os Missionários Redentoristas, vindos das diferentes Comunidades, reúnem-se para o retiro anual. Em tempo pascal e em tempo de Primavera.  Aconteceu como é habitual no nosso Seminário de Vila Nova de Gaia.
Orientou o Retiro o P. Serafino Fiore, Diretor do Centro de Espiritualidade Redentorista, que tem a sua sede em Roma.

Assentou a sua reflexão, ao longo destes dias, no tema do Sexénio, saído do último Capítulo Geral: “Pregar o Evangelho sempre de maneira nova, renovada esperança, renovados corações e renovadas estruturas para a Missão”,  tema inspirado em S. Clemente, grande Missionário Redentorista e padroeiro da cidade de Viena.

Um lema-desafio que deve permanecer sempre na vida apostólica dos Missionários Redentoristas, na hora da Nova Evangelização e de fidelidade ao Carisma missionário.
Uma palavra não só para ser escutada, mas sobretudo para ser encarnada no quotidiano da nossa missão.

Agradecemos ao P. S. Fiore a alegria da sua palavra e do seu testemunho de amor à Congregação Redentorista, no anúncio da Abundante Redenção.

E que o Espírito santo produza abundantes frutos no coração dos participantes.
 
2013.03.26
Paróquia da Damaia
A Paroquia do Santíssimo Redentor, na Freguesia da Damaia, Lisboa, pastoreada pelos missionários redentoristas anunciou com este belo cartaz e organizou, como em anos anteriores, uma grande via-sacra pelas ruas da Freguesia, no dia 23 de Março.
Foi celebrada nas ruas da zona da Damaia de Baixo. A adesão das pessoas superou tudo, foi extraordinária, muito mais do que se poderia esperar. As pessoas continuam hoje a desejar encontrar-se com  Jesus Cristo. Foi um modo de realizar o que pediu o nosso último Capítulo Geral inspirado em S. Clemente Maria: “pregar de modo sempre novo o Evangelho”. Isto não quer dizer que somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somos.
 
2013.03.25
Missão na Cova da Moura - Buraca
Inserido no Programa Pastoral definido para este ano, tivemos oportunidade de percorrer as ruas deste Bairro pobre, inserido na área geográfica da Paróquia. Foi o contactar com uma realidade que, apesar de estar logo ali, era para nós distante.
Era a realidade vivida por 5 a 6 mil habitantes do bairro e para os quais ainda continuamos com poucas respostas.
Foi, no entanto, possível, durante estes cinco dias, mais do que levar uma palavra de esperança, uma palavra de Jesus, sentir a partilha de vivências e sofrimentos acumulados por aquelas pessoas ao longo dos anos.
É um Bairro pobre, disso ninguém pode hoje ter dúvidas. É, no entanto, a partir desta missão que nos fica a certeza de que aquela comunidade, apesar da sua luta na inculturação, é uma população carente da mensagem de esperança que o Evangelho a todos trás. É uma comunidade que, mais do que abrir as suas portas a esta proposta, abre os seus corações a um anúncio que querem que se prolongue no tempo. Foi esta a grande mensagem que todos os animadores das 9 assembleias trouxeram.
Foi, efetivamente, com alguma ansiedade que iniciámos esta Semana de Missão, mas foi com enorme alegria que a terminámos. Foi testemunho disso a forma como foi vivida a visita do Sr. Bispo a todas as assembleias, no último dia, dia 24 de Fevereiro, e particularmente a forma participativa com que se viveu a Eucaristia de Clausura desta semana, presidida pelo Sr. Bispo D. Joaquim Mendes.
O salão do Clube estava repleto de pessoas, mas ainda mais repleto de corações inflamados por uma mensagem que estava ainda muito presente.
Ainda neste dia de Clausura não puderam faltar pequenos “mimos”, doces, bolinhos e a famosa achupa que a todos nos encheu de alegria.
Foi muito bom chegar ao final desta semana e sentir que o Evangelho de Jesus Cristo continua bem vivo e que as pessoas do Bairro da Cova da Moura são de uma enorme generosidade, quer em receber a mensagem, quer a partilhar a sua vida. Queremos por isso dar glória ao nosso Deus, bendizê- Lo e louvá-Lo em cada dia em cada gesto e em cada pessoa.
Missionários e Irmãs ao lado de catequistas e leigos realizaram esta Missão em comunhão e participação com o povo local. É um acontecimento sempre actual onde tem lugar a acção dos Missionários Redentoristas, enviados aos mais abandonados na Paróquia da Buraca, ao cuidado do Pe. Neves. O Espírito do Senhor faça as sementes lançadas na Missão produzir os seus frutos junto dos mais pobres. Obrigado a quantos colaboraram.
A Missão teve um tempo de pré-evangelização iniciada em 22 de Janeiro, decorreu depois a Missão de 17 a 24 de Fevereiro e seguirá um tempo de pós-Missão.
 
2013.02.19
Em Missão...

Neste primeiro trimestre de 2013 estivemos no Arciprestado da Guarda, que engloba 42 paróquias, muito diferenciadas e muito próximas da cidade. Em geral são paróquias envelhecidas, com muito boas condições de habitabilidade, com estradas e com as comodidades possíveis nesta região vizinha já da Serra.
Na Semana de 12 -20 de Janeiro estivemos três missionários, o P. Silvério da Silva, P. Manuel Acácio e P. A. Gomes Dias. E na Semana de 26 de Janeiro a 2 de Fevereiro estiveram em missão o P. Silvério da Silva e o P. Manuel Acácio.    Seguimos a mesma metodologia de realizar 3 encontros além das celebrações em cada paróquia ou anexa, como em semanas anteriores. Atendendo várias paróquias na mesma semana, tínhamos de realizar pelo menos três encontros missionários por dia, além das celebrações. Foram semanas com trabalho intenso, sobretudo da parte da tarde, mas com a sensação alegre de ter semeado a semente dos pequenos grupos bíblicos em todas as paróquias para o encontro com a Palavra de Deus. Este ano a concretização deste trabalho passa pela apresentação do Evangelista S. Lucas.
A Igreja vive da Palavra, alimenta-se da Palavra. Por isso o Sínodo sobre a Palavra de Deus, convidava a um esforço pastoral para que a palavra de Deus tivesse um lugar central na vida da Igreja, recomendando que se incrementasse a pastoral bíblica, não em justaposição com outras formas de pastoral, mas como animação bíblica da pastoral inteira. Para ajudar nesta animação, D. Manuel Felício, bispo da Diocese da Guarda convidou-nos para gerar pequenos grupos bíblicos, em ordem a conseguir este objetivo na diocese. Até agora realizamos este serviço em 159 paróquias, sem contar as anexas
E deste modo vamos contribuindo para que a Bíblia não seja objeto de uma pastoral específica, mas deve animar toda a vida pastoral da Igreja (cfr.VD 73). Fomos acolhidos e alojados e bem recebidos no Seminário Maior da Guarda, nuns dias de frio e chuva intensa e de lá seguíamos diariamente para as diferentes paróquias.
P. Gomes Dias.

 
   

©  todos os direitos reservados